02 abr 2020

HISTORY ESTREIA DOCUMENTÁRIO SOBRE OS IMPACTOS DO CLIMA NO SETOR ELÉTRICO BRASILEIRO NO PAÍS CAMPEÃO MUNDIAL DE TEMPESTADES

“Ameaças do Céu” mostrará retrato dos danos causados pelas tempestades ao setor elétrico e os possíveis cenários futuros; estreia será na próxima no dia 11/04, às 18h20

O documentário Ameaças do Céu, produzido pelo Grupo Storm, com apoio do Grupo de Eletricidade Atmosférica (ELAT) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), estreia no dia 11/04, às 18h20, na grade do canal americano History 2. Com credibilidade, o documentário retrata, pela primeira vez, de forma leve e dinâmica, os bastidores do setor elétrico brasileiro frente aos desafios das mudanças climáticas. Ameaças do Céu mostra uma simulação inédita de como o Sistema Interligado Nacional (SIN), operado pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), enfrenta os desafios do clima para manter as luzes acesas.

Segundo o Grupo de Eletricidade Atmosférica (ELAT) do INPE, o Brasil é o país com a maior incidência de tempestades do mundo: 500 mil tempestades por ano. Cerca de 1% (5.000) das tempestades são consideradas severas, com potencial para causar enchentes, deslizamentos, vendavais, tornados e temporais, com grande concentração de raios e chuvas intensas. Dispondo de redes de transmissão e distribuição quase 100% aéreas e, portanto, expostas ao clima, o setor elétrico percebe as consequências desses eventos, com 80% das interrupções ocorrendo exatamente no período das tempestades, que vai até o final do verão
– os dados são da Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica (ABRADEE) e da Associação Brasileira das Empresas de Transmissão de Energia Elétrica (ABRATE).

De acordo com o ELAT/INPE, na última década o aumento das tempestades foi mais significativo nas grandes cidades do país, devido aos impactos do aquecimento global somados aos efeitos regionais da urbanização. No Rio de Janeiro e São Paulo, onde os temporais causam danos às redes de distribuição, ocorreram, pela primeira vez, eventos com mais de 2.000 raios. A alta incidência de raios é uma característica das tempestades severas, que são responsáveis pelos maiores prejuízos ao setor elétrico, por estarem associadas também a fortes rajadas de vento e precipitação intensa.

Os eventos climáticos severos são hoje responsáveis por prejuízos ao setor elétrico que ultrapassam 100 milhões de reais por ano, e que deverão, em 2030, ultrapassar 200 milhões por ano. Os desafios também atingem a gestão para um atendimento com mais agilidade, pois, apesar do setor ter acesso a novas ferramentas, os temporais mais intensos causam danos, como quedas de árvores, ruptura de cabos e queima de transformadores, que demandam mais tempo para a recuperação da rede. O resultado é um tempo médio de espera sem energia no país quase estagnado nos últimos 10 anos – em torno de 17 horas por ano.

Ameaças do Céu, apresentado pela ISA CTEEP e patrocinado pela Eletropaulo, discute essa temática a partir de uma linguagem acessível. Com amplo embasamento científico, o filme reúne imagens impressionantes de tempestades severas, depoimentos surpreendentes de cientistas, representantes governamentais e executivos do setor, tais como: Nelson Leite, Presidente da ABRADEE; Mário Miranda, Presidente da ABRATE; André Pepitone, Diretor Geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL); Luiz Eduardo Barata, Diretor Geral do

Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS); entre outros profissionais que são considerados referências no setor.
“O documentário surgiu da necessidade de levar ao público informações de que os eventos climáticos severos estão aumentando significativamente no Brasil, com impactos no setor de energia. Mostrar os bastidores do setor elétrico para enfrentar o clima irá contribuir para limitar o impacto desses eventos. À medida que as mudanças climáticas se intensificam é importante que sejamos capazes de conhecer melhor como estamos afetando o clima e como o clima nos afeta”, comentou Iara Cardoso, diretora e roteirista do documentário.

DADOS DO DOCUMENTÁRIO

Título: Ameaças do Céu
Diretora: Iara Cardoso
Produtora: Storm Comunicação (Grupo Storm)
Estrutura: Documentário de média metragem (52 minutos)

Sinopse: O Brasil é assolado por tempestades cada vez mais frequentes e intensas, responsáveis por impactos jamais vistos no setor elétrico e que tendem a se agravar. Vendavais causam quedas de torres de transmissão, deslizamentos derrubam linhas de distribuição e destroem subestações, raios e chuvas intensas provocam interrupções de energia. Imagens impressionantes. Depoimentos surpreendentes de cientistas, executivos do setor e representantes governamentais mostram como vamos enfrentar as Ameaças do Céu.

Biografia da diretora: Formada em Jornalismo com especialização em Jornalismo Científico pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), em Cinema Digital pela New York Film Academy/Universal Studios e em Jornalismo para TV Digital pela NBC News/NYFA. Em 2015, foi Fellow no Advanced Study Program do Massachusetts Institute of Technology (MIT), nos EUA, se especializando em documentários e roteiros de ciência e tecnologia. Iara Cardoso é membro da Academia Brasileira de Cinema. Foi responsável pelo roteiro da Série País dos Raios, exibida no Programa Fantástico da rede Globo. Também dirigiu, roteirizou e produziu o filme documentário Fragmentos de Paixão, exibido na rede Cinemark.

Programação:

Data: 11/04 (sábado)
Horário: 18h20 Canal: History 2
NET/Claro: 94 SD / 594 HD

Sky: 477 HD
Vivo: 368 SD / 839 HD
Oi: 99 HD

Scroll Up