05 nov 2020

MME cria gabinete de crise para situação do Amapá e vai ao estado

Incêndio em subestação deixou estado isolado energeticamente

Fonte.: CANALENERGIA / PEDRO AURÉLIO TEIXEIRA

O Ministério de Minas e Energia criou um gabinete de crise para cuidar da situação do Amapá, que após  explosão e incêndio em subestação de Macapá na noite da última terça-feira, 3 de novembro, teve 95% das cargas da CEA cortadas. Em vídeo publicado em uma rede social ao lado do presidente do senado, Davi Alcolumbre (DEM), o ministro Bento Albuquerque revelou que o gabinete terá entre os seus integrantes o Operador Nacional do Sistema Elétrico, a Agência Nacional de Energia Elétrica e a Empresa de Pesquisa Energética, além da Eletrobras e da LMTE, dona da subestação. A interrupção causou o desligamento de 250 MW de carga.

Albuquerque irá ao estado ainda hoje para se reunir com o governador Waldez Góes (PDT), demais autoridades e agentes locais para estabelecer um plano de ação. “Esperamos que no final da noite de hoje possamos dar alguma previsão para a sociedade do Amapá”, afirma o ministro.

No vídeo, Alcolumbre classifica a situação do estado como preocupante pelo fato do estado energeticamente isolado e agradece o trabalho do Governo Federal através da Eletronorte, que está  auxiliando a CEA e o governo para solucionar o atendimento no estado.

Scroll Up