02 dez 2020

Secretário fala em valorização de 50% com privatização da Eletrobras

Calendário prevê que a desestatização deve acontecer no quatro trimestre de 2021

Fonte.: CANALENERGIA  / SUELI MONTENEGRO DE BRASÍLIA

O secretário especial de Desestatização, Desinvestimento e Mercados do Ministério da Economia, Diogo Mac Cord de Faria, afirmou em entrevista coletiva que é possível esperar uma valorização de pelo menos 50% nas ações da Eletrobras a partir da alienação do controle da estatal no ano que vem. “Hoje a participação do governo federal, somando a participação direta e a do BNDESPar, fica entre R$ 25 bilhões e R$ 30 bilhões, dependendo da cotação da ação”, disse Faria, após reunião do Conselho do Programa de Parcerias de Investimentos.

O calendário divulgado pelo governo nesta quarta-feira, 2 de dezembro, prevê que a desestatização da Eletrobras deve acontecer no quatro trimestre de 2021. O governo terá de lidar, porém, com as dificuldades de tramitação no Congresso do projeto de lei que autoriza a alienação do controle da empresa, por meio de um aumento de capital sem subscrição da União.

A área econômica espera arrecadar no processo R$ 60 bilhões. Diogo MacCord lembrou que o acordo com o Legislativo é de uma parte da arrecadação com o bônus de outorga será aplicada em projetos no próprio setor e outra ficará com o governo.

A secretária especial do PPI, Martha Seillier, destacou na entrevista que os processos de privatização nos diversos setores de infraestrutura tem como efeito a realização de investimentos que não podem ser feitos por limitação orçamentária do Estado. No caso da Eletrobras, esses investimentos devem beneficiar a região Norte. “A desestatização da Eletrobras tem sido priorizado pelo governo federal há muitos anos. Isso porque a empresa tem muita dificuldade de realizar novos investimentos.”

O calendário do programa também inclui os processos de privatização de empresas estaduais de energia. Entre aquelas que estão com processo de venda em andamento, apenas a CEB Distribuição, do Distrito Federal, tem leilão previsto para esse ano. O certame está marcado para a próxima sexta-feira, 4 de dezembro. A CEEE Distribuição (RS) deve ser leiloada no primeiro trimestre do ano que vem, a Companhia de Eletricidade do Amapá no segundo trimestre e CEEE Geração e Transmissão (RS) no terceiro trimestre do ano que vem

Scroll Up