31 mar 2021

CEEE separa geração e transmissão para venda ainda este ano

Governo estima publicar em breve os editais dos leilões sendo que a transmissora será colocada primeiro, em junho, enquanto a geradora ficará para o terceiro trimestre de 2021

Fonte.: CANALENERGIA / MAURÍCIO GODOI DE SÃO PAULO (SP)

A CEEE continua no radar do governo do Rio Grande do Sul e deverá ter a continuidade da privatização no programa do estado. Tanto que a partir da próxima quinta-feira, 1º de abril, as subsidiárias de geração e de transmissão passarão a operar de forma independente. Deixarão de ser a CEEE-GT. O contrato foi assinado nesta quarta-feira , 31 de março. A meta é a de facilitar a venda das companhias.

De acordo com o governador do estado, Eduardo Leite (PSDB), a estimativa é de que os editais de venda sejam publicados em breve, mas não deu uma data para a medida. A venda está prevista para ocorrer em junho no caso da transmissora e ao longo do terceiro trimestre a privatização da geradora do grupo.

Leite destacou que a decisão de venda não precisa de autorização da assembleia gaúcha e a modelagem do BNDES está pronta. Na lista de privatizações ele ainda sinalizou pela venda das empresas de saneamento e da distribuidora de gás natural estadual, entre outras.

Com a venda da CEEE-D, que deverá ser sacramentada em até 90 dias, o Estado prevê repassar aos municípios R$ 900 milhões da dívida da empresa referente ao ICMS.

“O valor de R$ 100 mil que a Equatorial pagou não foi pela empresa, e sim pelo direito de explorar todo o potencial de crescimento do estado e de assumir esse passivo que é de ordem de R$ 3 bilhões”, discursou ele após a sessão de alienação da distribuidora. Essa declaração pode ser uma forma de criticar uma das liminares que suspendeu o leilão da empresa por considerar essa venda por um valor “aviltante” e que posteriormente foi derrubada por recurso que o estado impôs.

Scroll Up