04 dez 2020

Ministro de Minas e Energia diz acreditar em privatização da Eletrobras em 2021

Bento Albuquerque afirmou que a empresa será capitalizada e que todos os investidores poderão participar desse processo

Fonte.: Valor Econômico / Fabio Murakawa

O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, disse hoje acreditar que o Congresso aprove a privatização da Eletrobras em 2021. E afirmou que a empresa será capitalizada e que todos os investidores poderão participar desse processo.

Albuquerque fez as afirmações durante a live semanal do presidente Jair Bolsonaro. A estratégia do Palácio do Planalto de retomar as negociações para a privatização da empresa, no entanto, enfrenta resistências no Congresso.

Nesta semana, um ministro do presidente Bolsonaro afirmou ao Valor, sob anonimato, também que uma possível reeleição de Rodrigo Maia (DEM-RJ) na presidência da Câmara enterraria as chances de venda da empresa.

Albuquerque foi questionado sobre se a privatização da empresa sairia do papel no ano que vem.

“Eu acredito que sim, é uma prioridade do governo a privatização da Eletrobras. Nós encaminhamos desde o ano passado um projeto de lei para a Câmara dos Deputados. Desde então, estamos trabalhando junto com a Câmara e com o Senado, com as lideranças políticas para que esse projeto seja apreciado. Acreditamos que será”, disse.

O ministro relatou estar em conversas com deputados e senadores sobre o tema.

“Tem tudo para ser aprovado no ano de 2021 e nós realizarmos, não diria uma privatização, uma venda da Eletrobras. Ela vai ser capitalizada, ela vai virar uma grande empresa de energia com a participação de investidores”, afirmou. “Todos, todos poderão participar desse empreendimento. E isso é muito importante para que o país tenha os investimentos necessários para que nós tenhamos mais segurança energética e melhor prestação de serviço aos consumidores.”

Scroll Up